Superdotação e dupla excepcionalidade: uma revisão bibliográfica