O impacto da COVID-19 na malária