Museologia do Cotidiano: a morada e o santuário. Entre a auto-consagração e o dar-se ao outro na mediação do sagrado