Luz, câmera...inanição!: os caminhos do consumo em um seriado sobre dois mundos