A importância da equipe multidisciplinar no manejo clínico frente à alteração na cronologia de irrupção