A Flexibilização da curatela para o psicopata: uma interpretação constitucional pelo Superior Tribunal de Justiça