CUIDADO RELACIONAL NO CONTEXTO DA COVID-19: REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA AUTONOMIA PROFISSIONAL PARA ENFERMEIROS