Charges alteradas, polêmicas instauradas: limites da intertextualidade na arena do dissenso midiático