Casamento, legitimidade e família em uma freguesia escravista da Zona da Mata Mineira: século XIX