Artrópodes e a divulgação científica: uma oportunidade para o diálogo em saúde