Renato Petrocchi

Renato Petrocchi graduou-se em História-licenciatura na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio, 1988). Realizou o mestrado em Relações Internacionais no Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio (IRI/PUC-Rio, finalizado em 1995) e concluiu o doutorado em Histórial na Universidade Federal Fluminense (PPGH-UFF, 2005). Atualmente, é professor adjunto de Política Externa e Relações Internacionais do Instituto de Estudos Estratégicos da Universidade Federal Fluminense (INEST/UFF), atuando nas atividades de ensino e pesquisa tanto, na graduação de Relações Internacionais (DEI/UFF) quanto, na Pós-Graduação de Estudos Estratégicos (PPGEST/UFF). Entre 1998 e o início de 2013, foi professor de História Contemporânea do Departamento de História da PUC-Rio, ministrando disciplinas como: História Contemporânea III e IV, História Econômica Geral I e II, Seminários Especiais (Debate Historiográfico sobre o Século XX, História da América Latina), Sistema Internacional do Século XX, entre outras, além de pesquisador integrante de vários projetos. Um estudo que expressa o perfil de parte destas atividades é o artigo "O Irredutível Século XX: uma pesquisa de chaves de leitura", publicado na Revista Contexto Internacional, n.1 (2000), onde se interpela o controverso debate teórico-interpretativo sobre as diferentes leituras do Novecentos, entendido como época histórica dotada de características específicas e originais. Em 2008, ingressou por concurso público na Escola de Guerra Naval (EGN-Marinha do Brasil), no cargo de professor adjunto de Relações Internacionais, atuando até 2012 como docente e pesquisador nos diferentes cursos e projetos desta instituição de ensino superior específica: desde os cursos de Política e Estratégia Marítimas, oferecidos para oficiais de carreira, com patente de Mar e Guerra, que concorrem ao almirantado, aos projetos promovidos pelos editais da CAPES e do Ministério da Defesa como, o Pró-Defesa, destinados a apoiar a integração entre as atividades acadêmicas de pesquisa nas universidades e o ensino superior militar. Entre estas atividades, destaca-se a participação no projeto de pesquisa, ?Brasil em missões de paz: inserção internacional, equipes integradas e ação no Haiti?, fruto da parceria entre a Universidade de Brasília (UNB), com o seu Instituto de Relações Internacionais (IREL), o IRI/PUC-Rio e a EGN com o Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais (CGCFN). Dois exemplos representativos de parte deste trabalho mais extenso foram: a coordenação do volume especial e temático da Revista da Escola de Guerra Naval (n.15, de junho de 2010), dedicado ao debate sobre a expansão da participação brasileira nas Operações de Manutenção da Paz da ONU e, o artigo, ?Considerações Sobre o Problema da Ingerência Legítima?, escrito para a referida publicação. Em 2010, se tornou professor de Relações Internacionais, credenciado no PPGEST/UFF, com o projeto de pesquisa ?Norberto Bobbio e o Labirinto da Politica Internacional?, cujos resultados parciais foram publicados no livro A Defesa e a Segurança na América do Sul (2011). Vinculado ao mesmo Programa de Pós-Graduação, vem ministrando disciplinas como "Defesa e Segurança: Brasil" e "Teoria e Análise de Relações Internacionais II", ambas com o foco no modo como a política externa brasileira lidou, historicamente, com os temas de segurança e defesa. No ano de 2013, ingressou por concurso público e, em regime de dedicação exclusiva, no INEST/UFF, no cargo de professor adjunto de Relações Internacionais com o projeto ?Os Nexos Conceituais da Política Exterior do Brasil a partir de San Tiago Dantas?, em continuidade com a pesquisa de 2010 e, com o tema da dissertação de mestrado, orientada pelo saudoso professor Gerson Moura, aplicando a perspectiva teórica internacionalista de N. Bobbio, relativa aos vínculos entre conceitos políticos - internos e internacionais - a um acervo documental específico relativo à política externa brasileira.

Quer entrar em contato? Fale com a Assessoria de Imprensa da UFF