Bernardo Barros Coelho de Oliveira

Mestre em Filosofia pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ (1992) e doutor em Filosofia pela mesma instituição (1997). Sua tese, na área de Estética moderna, intitulou-se O que significa orientar-se pela arte: uma leitura da Crítica da Faculdade do juízo. Atualmente é professor associado do Depto. de Filosofia da Universidade Federal Fluminense. Atua no ensino e pesquisa em estética, filosofia da arte e história da filosofia. Autores estudados: H. G. Gadamer, P. Ricoeur, W. Benjamin e I. Kant (3ª crítica). Membro do GT de Estética da Anpof e do Cefa (Centro de estudos em estética e filosofia da arte da UFF).

Quer entrar em contato? Fale com a Assessoria de Imprensa da UFF

Publicações

Revista: Quadranti - Rivista Internazionale de Filosofia Contemporanea
Título Anoordem crescente Idioma
Considerações sobre narrativa e experiência na ?era digital?: o caso do ? Binge - watching ? 2018 Português
Revista: ESTUDOS KANTIANOS
Título Anoordem crescente Idioma
Universalidade subjetiva 2018 Português
Revista: Viso : Cadernos de Estética Aplicada
Título Anoordem crescente doi Idioma
Por que narrativas de ficção no mundo da sociabilidade eletrônica? 2018 10.22409/1981-4062/v23i/265 Português
Sobre 'A arte da crítica' e a 'Estétic Aplicada'. 2016 Português
A personagem de ficção e o mundo digital 2015 Português
'Heidegger, Benjamin e a obre arte como experiência.' 2014 Português
Do Tradicional ao indiciário e depois: uma narrativa contemporânea brasileira 2012 Português
Revista: Peri
Título Anoordem crescente Idioma
Persusão e referência em narrativa: destacando um ponto da leitura da poética por Ricoeur. 2015 Português
Revista: O Que nos Faz Pensar (PUCRJ)
Título Anoordem crescente Idioma
As narrativas seriadas e a experiência contemporânea 2015 Português
Revista: Cadernos Benjaminianos
Título Anoordem crescente Idioma
Experiência e narrativa: entre contar e ler 2013 Português
Revista: Filosofia Unisinos
Título Anoordem crescente Idioma
O juízo na experiência estética contemporânea 2011 Português
Revista: Artefilosofia (UFOP)
Título Anoordem crescente Idioma
A construção do crítico: Benjamin e os românticos. 2009 Português
Revista: Artefilosofia (Ouro Preto)
Título Anoordem crescente Idioma
Ficção e/ou realidade?: uma questão para o narrador contemporâneo. 2008 Português
Revista: Natureza Humana
Título Anoordem crescente Idioma
Crítica e intepretação: aproximando Benajmin e Gadamer 2008 Português
Revista: Alea. Estudos Neolatinos
Título Anoordem crescente Idioma
Baudelaire, Benjamin e a arquitetura d'as Flores do mal 2007 Português
A filosofia enquanto crítica literária. O Baudelaire de Benjamin e vice-versa. 2005 Português
A ótica da rua carioca: lendo Rubem Fonseca através de Benjamin e Baudelaire. 2000 Português
Revista: Aisthe (Online)
Título Anoordem crescente Idioma
A necessária ironia da ficção: algumas considerações sobre o Dom Quixote 2007 Português
Revista: Ipotesi (UFJF)
Título Anoordem crescente Idioma
Leitura irônica do texto urbano: apontamentos sobre uma frase de Walter Benjamin à luz de Poe e Auster 2004 Português
Revista: Tempo Brasileiro
Título Anoordem crescente Idioma
O juízo da imaginação 2004 Português
Revista: Sofia (Vitória)
Título Anoordem crescente Idioma
Ver ou dizer? Imagem, poesia e linguagem 2001 Português
O que pode significar o desinteresse? 1998 Português
O Heráclito de Nietzsche 1996 Português
Hegel e a duplicidade da consciência 1993 Português
Revista: Cadernos de Pós Graduação do Departamento de Filosofia da Ufrj
Título Anoordem crescente Idioma
O ser e a compreensão do ser 1995 Português
Revista: Revista Contexto
Título Anoordem crescente Idioma
Nietzsche e a lição de pintura 1994 Português
Revista: Matraga (Rio de Janeiro)
Título Anoordem crescente Idioma
Sobre o confessional 1988 Português
Revista: Revista Belo Belo
Título Anoordem crescente Idioma
Patos, patos,patos 1986 Português