Vulvovaginite em crianças e adolescentes: relevância do diagnóstico clínico