Trabalhar a morte - sobre Servidões, de Herberto Helder