Território e virtualidade: quando a ?cultura? retorna no cinema