A técnica contra o acaso: Os corpos inter-hiper-ativos da contemporaneidade