SUPERDOTAÇÃO E DUPLA EXCEPCIONALIDADE: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA