A Ruptura Epistemológica entre Ciências Humanas e psicanálise no Quadro da Modernidade