Qualidade e segurança assistencial aplicada à cardiologia: as contribuições da experiência americana