A PUÉRPERA INTERNADA FRENTE À PREVENÇÃO DA GRAVIDEZ: POSSIBILIDADES E LIMITES DA ENFERMAGEM