POR UMA CONCEPÇÃO CRÍTICA DE INFÂNCIA