A persistente inscrição da fala da periferia no Movimento Literário Brasileiro