O Fascínio do Ver e a Angústia do Olhar: Sobre o Corpo e a Subjetividade