O ENSINO DE ENFERMAGEM E SUA COMPLEXIDADE: UMA QUESTÃO DE COMPETÊNCIA