O amor em dois sonetos: Petrarca e Camões