Mentes perigosas: A normatização midiatizada mora ao lado