Música nas escolas: mercadoria ou formação humana?