Globalização: uma revolução internacional?