Esquecer para pensar: a interferência de memórias conflitivas no processo de aprendizagem