A Desterritorialização na obra de Deleuze e Guattari