Da unicidade do sistema à heterogeneidade do discurso