Considerações fenomenológico-existenciais sobre as relações entre filosofia e psicoterapia