A concessão de benefícios e a aposta na singularidade: um desafio para Saúde Mental