Celebridade para todos: um antídoto contra a solidão?