AUTONOMIA: UM MODELO EXPLICATIVO PARA A ONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE