A autonomia da criança estomizada: desafios para o cuidado de enfermagem