Algumas Reflexões sobre os Confins da Psicanálise